Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gente normal...

19.04.12publicado por Gato Pardo

Estou a atravessar uma daquelas fases em que por muito que me alheie do que me rodeia, apanho sempre uma frase qualquer vinda do nada que por alguma razão mexe com qualquer coisa cá dentro...

Hoje foi isto...

 

- Olha para aquela fulaninha a trazer comida de casa. Até parece que ficava mais pobre se comesse como gente normal...

 

Gente normal.

Admito. Foi isso que me fez saltar a tampa.

Na altura estava a beber um café no balcão ao lado das duas idiotas que partilhavam esta animada conversa e não evitei um sorriso de escárnio...

 

- Desculpe, disse alguma coisa engraçada? - perguntou-me ela.

- Nem por isso. Simplesmente proferiu o comentário mais idiota que ouvi nos últimos tempos. Ainda mais de quem vem...

- DESCULPE? - disse ela no tom mais ofendido que conseguiu.

- Não, não desculpo. Portanto se bem entendi, aquela senhora é menos que você porque decidiu trazer comida de casa enquanto você aparentemente tem poder económico para agir de forma diferente. Não deixa de ser engraçado porque a sua mala Louis Vuitton é mais falsa que a sua cor de cabelo e quase que aposto que vai pagar a sua refeição a crédito porque já não tem um tostão furado ao dia 19. Mas nada como manter as aparências, certo? Já agora, recomendo vivamente o arroz de pato aqui. É muito bom. Desfrute da sua refeição...

 

Sou muito directo e muito franco.

Admiro todos os portugueses que perante a situação actual, adaptam o que podem de forma a fazer esticar o pouco dinheiro que têm.

A anormalidade é ver pessoas que não têm onde cair mortas mas continuam a fazer vidinhas de dondocas porque há um status a manter. Nem que no conforto do lar morram à fome.

 

8 comentários

Comentar este post